No Livro da Vida...



Ao livro da vida que me ofereceste
Acrescentei a tua imagem com paixão,
Encapei-o com a força com que soubeste
Transmitir-me tanto amor e união!
Folheio agora as suas páginas passo a passo
Na tentativa de recordar-te, ver-te enfim,
Lá tristemente só te vejo os traços
Mas a mensagem, essa, permanece em mim!
Apagar Pai Querido o que almejaste
Nos memorandos deste livro a quem amaste,
É tarefa impossível de conseguir…
Serei página deste livro que me deste,
Serei folha que em vida tu escreveste,
Serei capa de outro livro que há-de vir…
12/01/2009
In Ave Sem Asas

DEDICADO AO MEU PAI, FALECIDO A 26/02/1999



15 comentários

  1. Linda poesia e homenagem carinhosa e saudosa! beijos,chica

    ResponderEliminar
  2. *
    Os nossos Pais,
    são a nascente do Rio que somos, na procura
    do Mar, os caminhos são imensos, diversos,
    pessoais, na chegada á Foz, olhando o Mar,
    como por Magia, retrocedemos, em nascente nos
    transmutamos, como abrigo dos nossos filhos,
    até ao dia, em que a nossa caminhada,
    por eles é repetida !
    ,
    caminhos de Luz,
    deixo,
    *!

    ResponderEliminar
  3. Linda homenagem. Um beijinho que espero te reconforte.

    ResponderEliminar
  4. Os anos passam e a saudade é cada dia maior.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  5. Uma linda e sentida Homenagem,Ana.
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  6. Bela homenagem.... muito lindo! Parabéns, beijos

    ResponderEliminar
  7. O tempo passa e a saudade deveria ser mais suave, mas o que eu sinto é que dói sempre com a mesma intensidade! senti muito esta homenagem! como minha...
    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Saudades são eternas...beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  9. Os anos passam e o amor e a saudade permanecem neste belo poema.
    Beijo carinhoso.
    Graça

    ResponderEliminar
  10. Querida amiga

    Há visitas aos lugares amigos,
    para recolher palavras.
    Há visitas a estes mesmos lugares
    Para semear palavras.
    A visita de hoje além da leitura
    das preciosas palavras que aqui encontro,
    é também para agradecer
    a alegria de passar pela sua vida
    e encontrar o perfume da amizade
    de forma tão intensa.

    Que a sede da alegria
    Nunca cesse em ti.

    ResponderEliminar
  11. Olá amiga você que está sempre presente em meu cantinho, eu venho lhe agradecer de todo o coração, o carinho de sua presença. Que Deus a abençoe e guarde, hoje e sempre. Assim que poder voltarei. Tenha uma linda semana coberta de muita paz e amor! Com carinho Maria Alice. Obrigadoooooooooooo!!!!!

    ResponderEliminar
  12. Com certeza que ao folheares esse livro que com tanto carinho o teu pai " escreveu para ti " encontras tudo aquilo que ele te quis deixar como herança. O significado que deixou na tua vida fará dele eterno. Ainda tenho o meu, felizmente e, apesar da idade, continua a escrever com mão firme o livro que depois eu e os seus netos iremos folhearco muito carinho e uma grande saudade. Parabéns pela bela homenagem ao teu pai e um beijinho muito especial pela grande mulher que és.
    Emília

    ResponderEliminar
  13. Minha amiga uma homenagem carregada de amor e saudade. Aqueles que amamos mesmo não estando entre nós permanecem eternamente no nosso coração. Maravilhoso poema.
    Venho também agradecer a sua gentileza de comemorar comigo o aniversário da minha filha Diana.
    Sendo hoje comemorado o Dia da Mulher, deixo aqui os meus sinceros votos de um dia muito feliz.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  14. Belo alvorecer amiga carinho !!!
    Como sempre vc me surpreende por alguma razão.Hoje lembrando que é o dia da poesia, uma data que sempre estamos esquecendo...a poesia é muito mais que palavras por isso que tem seu dia para ser comemorado...
    Parabéns pra você que sempre traz grandes poemas para nos encantar ...
    bjssssssssssssssssssss

    ResponderEliminar
  15. *
    amiga,
    o que se passa aqui ?
    que grande ausência,
    ah, Francisco I,
    anda todo o mundo a aderir ao FaceBoock,
    valha-me o Carlos Gardel !
    eu também aderi,
    porém é tão impessoal . . .
    ,
    Tangos de Esperança,
    deixo-te,
    *

    a

    ResponderEliminar