Das Lembranças...




Nas lembranças,
Eu sou peça chave de dominó
A reclamar cada instante,
Fragmento por fragmento
Como raiz do sentimento 
Similar e pactuante…
Como lembrança,
Eu serei um dia 
Uma imagem esbatida,
Talvez ajustada a uma saudade
Diluída em alegrias momentâneas…
Mas, a repousar
No coração de quem me ama!




10/06/2012
Ana Martins


* Reservados todos os direitos de autor ®




25 comentários

  1. Ana, que lindo!! Belas palavras, lindíssima imagem! Tudo de bom por aqui!!

    Beijos!♥

    ResponderEliminar
  2. Um belo Poema e uma imagem que mt diz!
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  3. Nas lembranças...nós renascemos!
    Muito lindo.
    Beijo e boa semana.
    Graça

    ResponderEliminar
  4. Um poema repousante e belo.Beijinhos,Ana.

    ResponderEliminar
  5. Olá Ana, qualquer palavra que eu acrescente, vai estragar o momento. Simplesmente maravilhoso. Amei demais. Beijos com carinho

    ResponderEliminar
  6. Um lindíssimo poema onde as lembranças nos trazem sempre um sabor a saudade.

    A imagem é muito bela e de grande carga simbólica.

    Beijinhos

    Tétis

    ResponderEliminar
  7. A lembrança pode-nos tornar-nos imortais.
    O pior é quando desaparecem todos os que nos amam, como seremos recordados?
    Um beijinho.
    P.S. O filho já está totalmente recuperado?

    ResponderEliminar
  8. Belo alvorecer !!!!!
    Lindo seu poetar,de uma magnitude sem tamanho...
    bjsssssssssssssssssssssss

    ResponderEliminar
  9. Que lindo Ana!
    A imagem casou perfeitamente com seu texto maravilhosos.
    Lembranças boas são sempre bem vindas.
    Um beijo em seu coração e um lindo final de semana.

    ResponderEliminar
  10. Olá Amiga Ana,

    Hoje é dia 20 de Junho, Dia do Amigo.

    Feliz Dia do Amigo para ti.

    Convidamos-te a ires ao Farol e trazeres para o teu blog o selinho que dedicamos aos amigos neste seu dia.

    Beijinhos dos amigos de sempre

    Argos, Tétis e Poseidón

    Um Farol chamado Amizade

    ResponderEliminar
  11. Boa noite amiga querida !
    Sabia que na bilheteria da vida os ingressos para comprar um amigo se encontra nos atos e atitudes e dai nos humanizamos .Por isso que te fiz de minha amiga.
    F*E*L*I*Z***D*I*A***D*O***A*M*I*G*O***!!!

    ResponderEliminar
  12. E assim perduramos ... É uma ideia reconfortante ... :)

    Um beijo, Ana

    ResponderEliminar
  13. Ana também sou óptima nas lembranças, lembro detalhas que os outros há muito esqueceram talvez porque para mim são esses detalhes que me fazem amar ou não, lembrar ou não alguém ou alguma coisa. Há pessoas que nunca se esquecem porque têm uma alma grande e essa alma está aqui presente
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Oi Ana, as vezes faz bem se perder nos meios das lembranças...
    Tenha uma linda semana, bjs!

    ResponderEliminar
  15. Aninha minha querida, seu poema é uma mensagem para quando se vai de viagem com bilhete só de ida.
    Aninha eu continu-o à espera que me diga alguma coisa, me manda um email ou me telefona, porque eu não tenho palavras, e quero cumprir a minha missão.
    Tenha tudo de bom porque eu adoro ser sua amiga, beijinhos de luz e muita paz.

    ResponderEliminar
  16. Por falar em lembranças, lembrei-me de ti (já várias vezes).
    Espero que esteja tudo bem contigo e família.
    Por aqui aguardam-se as notas da 2º fase (isto de ser mãe pode ser ultra cansativo)
    Um beijinho e boas férias, se for o caso!

    ResponderEliminar
  17. Como não sei escrever poesia, deleito-me a ler a dos outros:)!
    Abraço

    ResponderEliminar
  18. Bom dia, Ana
    Tem razão, não há palavras certas nem suficientes para atenuar a dor tão grande duma perda tão significativa.
    Mas o carinho que as mesmas transportam servem de conforto e dizem-nos que não estamos sós.
    E isso nos ajuda muito.
    Obrigada pelo carinho.

    Beijinho GRANDE

    ResponderEliminar
  19. Amiga Ana, as lembranças aquecem o nosso coração nos dias frios e cinzentos da vida. Lindissimo poema.
    Bom fim de semana.
    beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  20. Heranças frias caem como presentes
    Uma árvore morreu, sem nada dizer
    Uma palavra ficou perdida no chão da rua
    Uma última palavra que nunca será tua

    Uma menina feliz chega a mim pelos seus pés
    Vinda de um mundo desenhado na ilusão
    Trás uma grinalda de flores de sangue
    Colhidas a um ferido coração

    Convido-te a tocar e ler o “Meu muro das tentações”


    Doce beijo

    ResponderEliminar
  21. Oi Ana vim lhe desejar um ótimo começo de semana, bjus e fica com DEUS!

    ResponderEliminar
  22. Como é bom ser amado e amar ao mesmo tempo. Linda poesia! Beijo9

    ResponderEliminar
  23. Olá querida Ana,

    Já tinha pensado em si, tantas vezes!

    Embora a recordação seja uma entidade abstrata, ela significa tanto para nós, humanos, e em determinadas fases da nossa vida, ela faz todo o sentido. Conforta-nos e aflige-nos, porque a vida, para nós, é mesmo paradoxal.
    E ficar como lembrança e na lembrança do coração de alguém é...

    Boa sexta-feira.
    Um beijo da Luz, com carinho.

    ResponderEliminar
  24. Lembranças que muitas vezes acariciam o peito e confortam a alma,,,beijos amiga e um belo final de semana pra ti.

    ResponderEliminar
  25. Sendo a primeira vez que passo por aqui, devo parabenizar-lhe pelo belo conteúdo. Também achei fantástica a imagem...Amei tudo que li e que vi, fiquei realmente encantada.

    ResponderEliminar