Doem-me as Palavras



Doem-me as palavras que calo,
São renuncias num silêncio que amordaça o grito
E crescem vertiginosas no que sinto e não digo.

Doem-me as palavras que afogo,
Maltratadas neste gosto amargo de desilusão tardia
Quando dedilho uma esperança que já não é minha.

E doem-me as palavras que oiço...
Vandalizadas na sua essência,
São mentiras sórdidas de quem aprisiona um povo
Numa teia sem saída a desenhar pobreza!


 20/05/2012
Ana Martins


*Direitos Autorais Reservados ®


38 comentários

  1. É bem um poema ajustado
    à injustiça porque passam
    palavras não ouvidas porque omissas

    Mas olha, poeta,
    Elas são ditas

    ResponderEliminar
  2. Ana Martinsa, amiga muito querida. Lindo poema de protesto à autocensura. Nessa dúvida ficamos meio sem ação, não é?
    Beijo no seu coração.
    Manoel.

    ResponderEliminar
  3. Ana estou indo para Portugal domingo.
    Vou chegar em Lisboa no dia 28.05.
    Quem sabe não poderemos nos conhecer.
    Mande o seu local de morada e eu vou olhar o roteiro nosso. Quem sabe...:???????
    Um grande abraçop
    Sandra

    ResponderEliminar
  4. Uma linda menbsagem aqui postado. Doem palavras, que estas palavras sejam todas ditas com muito amor..calor e afago.
    Um grande beijo para ti,
    Sandra

    ResponderEliminar
  5. Ana,

    Encanta-me o doer dessas palavras, pois é delas que saem a beleza desse texto.Bjs

    ResponderEliminar
  6. Lindo!
    Por vezes até doêm aquelas que não ouvimos.
    Excelente pensamento.
    Quantas vezes eu gostaria de não pensar, para alentar meu coração.
    Boa semana

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  7. Querida
    "São renúncias num silêncio que amordaça o grito"...
    Muito profundo o poema!!!
    Bjm de paz

    ResponderEliminar
  8. Olá Ana querida,
    Belo poema!
    Mexe com o nosso interior, tão dolorido e machucado pelos descasos com nosso povo sofrido e maltratado.
    Achei muito apropriado! Nestes momentos em que começam a pensar em eleições, os candidatos são todos pessoas íntegras e de caráter sem jaça(?), como diriam os mais antigos. Porém, quando lá no púlpito estiverem, reagirão como os demais, a
    praticarem toda a sorte de atos que não condizem com a sensatez e hombridade de um verdadeiro político.
    Um grande beijo, amiga.
    Maria Paraguassu.

    ResponderEliminar
  9. Oi Ana
    Melhor dize-las que aprisioná-las.
    Quem sabe acende uma luz nas trevas que está por vir ,nesse planeta desgovernado.

    abraços e boa semana

    ResponderEliminar
  10. Alguém tem que bradar e você barda fez mais, poe. Poemou Bj

    ResponderEliminar
  11. Olá Ana.Cada dia o grito fica mais amordaçado,quantas vezes ele está preso porque a alma não deixa gritar o que já não consegue.Beijinho fica bem desejo

    ResponderEliminar
  12. OLá Ana
    Eu invadindo o teu cantinho mais adorei aqui viu. Este seu poema mexe com os sentimentos da gente lindo demais. Quem não gosta de um afago. Quando vc puder me faça uma visita ficarei muito feliz.Um abraço fraterno.
    Ana Brisa

    ResponderEliminar
  13. Ana, essas palavras gritam no silêncio. Quem tiver ouvidos, ouça.

    bjs

    ResponderEliminar
  14. Muitas vezes o calar, o silenciar também diz muito,,,pode ser um grito da alma...beijos de bom dia pra ti amiga...

    ResponderEliminar
  15. Olá Ana,

    As palavras são a alavanca do mundo, umas vezes constroem, outras destroem.

    Abraço de estima.

    ResponderEliminar
  16. Oi Ana!!
    Lindo poema!
    Ás vezes, nem são necessário palavras...o silêncio já diz tudo!!

    Beijinhos!!♥

    ResponderEliminar
  17. Querida amiga Ana,

    Um poema lindo e contundente.


    Beijos com carinho amiga

    ResponderEliminar
  18. Aqui no Brasil político não serve para nada...
    Beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  19. Um poema que diz também tudo o que sinto!
    Perfeito!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  20. Como doem as palavras quando não as consigo dizer, Ana! Sou muito autêntica e sempre digo aquilo que penso, tentando sempre não magoar, mas há palavras que mesmo que eu diga ninguém as ouve e, neste caso ainda doem mais. E como há palavras a magoar neste nosso Portugal de hoje!!! Palavras que mentem...palavras que não são ditas por medo...palavras que apesar de ditas não são ouvidas. Palavras de amargura...palavras de desalento...palavras de descrença...são as que mais ouvimos e as que mais escrevemos. E as tuas palavras doídas retratam bem as palavras que os portugueses gostariam de gritar bem alto e que alguém as ouvisse. Mas...não...ninguém está interessado nessas palavras. Lindo, Ana! parabéns! Um beijinho e um bom fim de semana
    Emília

    ResponderEliminar
  21. Ana ,querida Amiga.
    Eu muitas vezes desejo comentar o quanto gosto dos seus poemas ,
    mais infelizmente quase não posso digitar.
    Hoje diante desse poema deu para sentir de perto o sentimento da sua alma.
    Que Deus abençoe seu final de semana beijos carinhos.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  22. Querida Ana,
    Como estás?
    Quero esclarecer que o Homem da minha vida é, e sempre será, o meu Pai.
    Já completei 24 anos de casada e tenho 2 filhos rapazes, apara além das 2 meninas, contudo o meu herói foi e sempre será o pai, repito.
    Já faleceu em 2005, vitima de cancro de pulmão, mas gosto de falar dele comose estivesse entre nós.
    Estou a tentar levar o teu selo para o o meu cantinho, vamos lá a ver se consigo.
    Um beijinho grande.
    P.S. quase todos os dias te visito e deixo umas palavras. Têm ficado por aqui ou desapareceram na blogosfera?

    ResponderEliminar
  23. Amiga neste final de semana estou indo para Portugal. Veja o endereço O dia está chegando..
    É amanhã (27.05). Vamos sair de Jaraguá para Curitiba. Depois para São Paulo e enfim rumo a Lisboa.


    Amiga, vou estar sim em Lisboa no dia 28.05. chegaremos lá as 12h30 horário de lá. A tarde fica livre. Até já informei a Maria do Blog Maria para que possamos nos encontrar. No dia 29. acredito que vamos conhecer Estoril e Cascasi, é lá que ela mora. Vamos passar o dia fazendo tur.Esta visita será opcional, mas se o pessoal for estou lá também.
    O hotel que vamos ficar em Lisboa é..MARRIOT LISBOA- AV. DOS COMBATENTES, 45 CEP- 1600-042 TELEFONE (+35) 217235400
    tOMARA QUE CONSEGUIMOS NOS ENCONTRAR.
    Estou indo amanhã ao meio dia para curitiba-depois São Paulo e rumo a Portugal...
    Estou muito feliz em conseguir viajar para lá.

    Em Porto no seguinte Endereço; HOTEL: HOLIDAY INN PORTO GAIA.
    RUA DIOGO MACEDO, 220 CP4400 TELEFONE- (+35) 2237447500

    Quem sabe teremos a oportunidade de nos encontrar...

    ResponderEliminar
  24. Vim convidar-te a visitar o blog do nosso amigo Daniel que deixou um poema a mim dedicado.Será que podes conferir.Pois como sempre te vejo fazendo comentários lá ,me senti no direto de te convidar.Ficarei grata se o o convite for aceito
    bjs de boa noite !
    http://sonhoemopoesia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  25. ANA
    Concordo absolutamente com o que acabo de ler
    Poema interessante e muito verdadeiro

    Amiga!
    também a mim dói muitas palavras que oiço
    outras tantas que calo...

    Beijokas

    ResponderEliminar
  26. Às vezes me faço silêncio - é melhor assim.
    Muito interessante este seu poema. Gostei muito.
    Um beijo grande

    ResponderEliminar
  27. Olá,

    As palavras doem-me também.

    Abraço grande

    ResponderEliminar
  28. GRATA PELAS PALAVRAS LINDAS DEIXADA NO BLOG DO DANIEL!
    Vc sempre será querida !Pois tens o dom da sinceridade...
    HOJE VENHO ME JUNTAR AOS DEMAIS SEGUIDORES PARA PODER SEMPRE COMENTAR TEUS ESCRITOS QUE VEJO QUE ESCREVES LINDAMENTE.
    POEMA ENCANTADOR...
    BJS DE AGRADECIMENTO !
    Bjsssssssssssssssssss

    ResponderEliminar
  29. Oi Ana
    Passando pra te abraçar e desejar uma noite feliz.

    ResponderEliminar
  30. Olá Ana Martins!
    Lindo poema, diz de uma maneira tudo o que se passa neste momento no nosso país. Onde há um silencio ensurdecedor, que até causa dor.
    Beijinhos,
    José.

    ResponderEliminar
  31. Querida Amiga, hoje eu quero muito lhe agradecer a sua linda e carinhosa presença no meu cantinho! Meu carinho sempre.

    Tem um selinho lá no meu cantinho, feito com muito carinho! Se gostar leve com você!

    Abraço amigo!

    Maria Alice

    ResponderEliminar
  32. Minha querida Ana

    Por vezes até o silêncio doi, mas as tuas palavras são um grito que está dentro de tantos de nós e não o sabe fazer.

    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  33. Não sei se este é o último post. Estas mudanças
    do visual do blogue "por vezes fico confusa".
    Desejo que esteja bem.
    Beijinho
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  34. .



    O meu texto de hoje fala
    de bondade, de companhei-
    rismo e de amor pelo pró-
    ximo. O texto cita momen-
    to de lucidez, de sonho e
    de pesadelo. Portanto, vale
    muito a pena conhecê-lo.
    Conto com a sua presença
    no blog do velho Palhaço.

    Um beijo,

    Palhaço Poeta









    .

    ResponderEliminar
  35. Ana,sempre uma maravilhosa poesia em seu blog!Adorei!bjs e boa semana!

    ResponderEliminar
  36. Ana esse é um assunto que também evito tocar porque para nos porem mal dispostos já chegam as noticias. Não consigo compreender quem tem desejp de destruir o semelhante. é o que eles fazem e pior é que o fazem para proveito próprio. Se assim não fosse porque continuam a ganhar balúrdios e a gastar milhões? Beijinhos

    ResponderEliminar
  37. kkkkkkk

    pior ofensa não há. hahah

    Beijos :*
    Boa Semaninha ")

    ResponderEliminar
  38. Aninhas meu amor de amiga, são mesmo só palavras e obras nada , do pouco que tínhamos ainda nos estão a roubar mais e como se isso não chegasse vão fechando o que nos faz falta e nos matando à mingua.
    Como sempre adoro tudo o que escreve mesmo de coração.
    Aninhas me desculpe estar a meter o meu poema no seu comentário mas é só para lhe dizer que foi dedicado ao meu querido pai que também foi pastor dum gado que não era seu, foi enquanto mais novo guardou cabras, e antes de morrer guardava vacas, só que na nossa região não havia lobos.
    Desejos de um lindo dia cheio de coisas boas uma delas é curar as suas bolhas, beijinhos de luz e muita paz na sua vida...

    ResponderEliminar